ONG Parceira do PortoWeb

Áreas prioritárias do Pampa serão atualizadas com ajuda do Instituto Curicaca (09/01/2018)

O Ministério do Meio Ambiente está atualizando as áreas prioritárias para a conservação, uso sustentável e repartição de benefícios nos biomas brasileiros. Para a execução técnica do trabalho no bioma Pampa, foi selecionado o Instituto Curicaca, que articulou alguns de seus parceiros de longa data - o Instituto de Biociências da UFRGS, a Fundação Zoobotânica e a Fundação Luterana de Diaconia. O Curicaca convidou também a Sema e a Fepam para contribuírem antecipadamente com o planejamento de uso futuro e a internalização pública dos resultados.


Um dos desafios é compreender como foi o uso das ferramentas anteriores. Se de fato subsidiaram a criação e gestão de unidades de conservação, se influenciaram decisões de licenciamento, se deram foco à pesquisa e à fiscalização, se forneceram territórios para ações de recuperação ambiental e uso sustentável e se houve interação com outros instrumentos de priorização e planejamento. Uma das atividades em curso é um questionário que está sendo enviado para pessoas de diferentes setores e esferas.

Outro desafio é usar as melhores informações disponíveis sobre espécies ameaçadas, ecossistemas, serviços ambientais, usos sustentáveis e tradicionais para gerar os mapas preliminares. Com a ajuda dos parceiros, será possível ter informações bem mais detalhadas e o desenho de cada área terá melhor precisão e, por isso, melhores condições de uso. A compreensão da dinâmica territorial dos vetores de pressão também será mais precisa, uma vez que hoje é possível dispor de séries temporais de uso e cobertura de boa confiança.

A equipe do Instituto Curicaca e dos parceiros está levantando informações e fazendo análises preliminares que serão levadas para um conjunto de oficinas de planejamento. Primeiro para definir os alvos e as metas de conservação. Outra para definir os usos sustentáveis e também suas metas. Mais uma para entender e melhor mapear as pressões atuais e demandas futuras. Por fim, já no segundo semestre de 2018, a oficina final de consolidação dos resultados. Para acompanhar o processo, fique ligado nas notícias do Instituto Curicaca e do Ministério do Meio Ambiente!

Operação orienta sobre a proibição dos carros nas praias de Torres (17/01/2018)
Corredores ecológicos retornam à pauta nacional (12/01/2018)
Veraneio desse ano não terá veículos nas praias de Torres (21/12/2017)
Seminário propõe e debate soluções aos conflitos no PARNA Lagoa do Peixe (29/11/2017)
Monitoramento da fauna na rodovia Rota do Sol constata alta mortandade de anfíbios (27/11/2017)
Estivemos em manifestação para reverter a extinção das fundações (25/10/2017)
Integração entre Universidade e ONGs será tema de palestra na Semana Acadêmica de Biologia da Ulbra (01/11/2017)
Trabalho conjunto entre Universidade e ONG no Salão de Extensão da UFRGS (11/10/2017)
Entrevista: Patricia Bohrer fala sobre Arteterapia e Educação Ambiental (11/10/2017)
Pesquisadores propõem inovação para PAN a ser implementado nas Lagoas Costeiras do Sul (02/10/2017)
Curicaca e Parque de Itapeva vão ao SAPIS apresentar o Plano de Uso Público (29/9/2017)
Infográfico: Dia de Defesa da Fauna
Região do sapinho-admirável terá Avaliação Ecológica Rápida para orientar ações de conservação (15/09/2017)
O que está por trás da criação de uma UC dentro da APA do Banhado Grande (06/09/2017)
Projeto de Conservação dos Butiazais em Quaraí apresenta os primeiros resultados (22/08/2017)
Reta final: PUP do Parque Estadual de Itapeva (10/08/17)
Encontrou uma Curicaca machucada?
Aprovação do Plano de Manejo da RPPN Mata do Professor Baptista (01/08/17)
Infográfico: Mata Atlântica (17/07/2017)

Página 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima

A+-     A  ?

 
Financiadores

Apoiadores Institucionais




Desenvolvimento PROCEMPA