ONG Parceira do PortoWeb

Projeto de Conservação de dunas no Litoral Norte do RS tem sua primeira avaliação. (26/12/2016)


O projeto de Conservação das últimas dunas costeiras do Litoral Norte do Rio Grande do Sul, apoiado pela Fundação O Boticário, concluiu a primeira avaliação do estado de conservação deste ambiente dentro do Parque Estadual de Itapeva. A equipe do Instituto Curicaca percorreu por três vezes todo o conjunto de dunas, as arenosas, as vegetadas e as pequenas associadas às baixadas úmidas. Em trinta pontos, sorteados aleatoriamente, a equipe avaliou a presença ou ausência de espécies ameaçadas que são alvo de conservação (tuco-tuco, lagartixa-das-dunas e butiá-da-praia), junto com a presença de pressões por atividades humanas dentro e fora das parcelas


Os dados estão sendo analisados e uma nova rodada amostral será feita durante o verão, a fim de verificar o quanto a dinâmica dos impactos aumenta com o veraneio, e se essa variação afeta as espécies alvo. Nessa primeira avaliação, quase 70% das parcelas tiveram a presença de vestígios de cachorros domésticos e de lixo. Em 40% das áreas foi registrada a presença de pessoas, através das pegadas, e também foram encontradas marcas de rodas de veículos em 20% das áreas. Para o veraneio, essas ocorrências deverão ser ainda maiores.


Por outro lado, há uma grande expectativa nos benefícios para a natureza da praia em frente ao Parque ser pela primeira vez fechada para a circulação de carros e motos durante a temporada de verão. Essa é a necessidade apontada pelos estudos do Instituto Curicaca, acatadas pelo Ministério Público e o Juíz Federal. No veraneio de 2017 os impactos oriundos dessa fonte serão menores que os medidos em 2015 e 2016 nas pesquisas feitas pelo Instituto Curicaca. Mesmo assim, a Vila Riacho Doce e o Bairro Curtume receberão uma enorme população flutuante, que vem para atuar nos serviços e comércios temporários. Com isso, o Parque terá aumento de impacto nas proximidades da área urbana no seu limite norte, aspecto que também estaremos monitorando.


Nota à sociedade sobre a “extinção” da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul.
Posse no conselho da Ilha dos Lobos promete nova era para Unidades de Conservação. (06/12/2016)
Curicaca veste novamente a camisa contra a extinção da FZB e retoma mobilizações. (10/11/2016)
Reservem as praias junto ao Parque de Itapeva para aves, lobos-marinhos e pessoas harmonizadas com a natureza! (28/10/2016)
Gestão da fauna silvestre no RS tem comportamento de camaleão (14/10/2016)
São 25 anos de Reserva da Biosfera da Mata Atlântica: 15 deles com forte parceria e atuação do Curicaca (06/10/2016)
Licenciamento na marra não passou na APA do Banhado Grande (04/10/2016)
Relatório do Workshop de Mosaicos passa a ser a mais recente orientação para as políticas públicas (14/9/2016)
Biodiversidade em risco: mudanças na gestão de fauna silvestre pela Sema/RS fragiliza a atuação do Estado (6/9/2016)
Abandono do Parque Estadual do Espinilho facilita abigeato em Barra do Quaraí e degradação do Bioma Pampa .
Curicaca e Fundação Grupo O Boticário são parceiras em novo projeto (25/08/2016)
A Tecnologia a serviço da Natureza (16/08/2016)
Curicaca quer evitar a flexibilização da Legislação Ambiental Gaúcha. (07/07/2016)
Oficinas do Plano de Uso Público do Parque de Itapeva - Benefícios sociais à frente dos econômicos e atrás da ótica sustentável (01/07/2016)
Curicaca em campanha pelas espécies marinhas ameaçadas de extinção. (10/06/2016)
Licenciamento Ambiental na mão dos engenheiros de ruínas. (17/05/2016)
Parque do Espinilho conquista corredores ecológicos. (05/05/2016)
3 de Maio - Precisamos falar sobre o solo. (03/05/2016)
Artes do Butiá na mira do Patrimônio Cultural Imaterial do Rio Grande do Sul

Anterior || 1 | Página 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima

A+-     A  ?

 
Financiadores

Apoiadores Institucionais




Desenvolvimento PROCEMPA