ONG Parceira do PortoWeb
Portoweb / Portal da Solidariedade / CURICACA / Educação Ambiental e Cultura / Professor / Sugestões de Atividades

Sugestões de Atividades

As atividades aqui sugeridas devem ser adaptadas às várias faixas etárias e podem estabelecer conexões com várias disciplinas e outras áreas de conhecimento. Acima de receitas prontas, estas são apenas sugestões que visam auxiliar o professor e não pretendem dispensar a liberdade e a autonomia, o movimento reflexivo da crítica e as diferentes leituras pessoais do que é exposto.

Clique natureza

Peça que seus alunos façam um corte retangular em uma folha de papel branca ofício, como uma janela. Faça um passeio com eles e peça que observem a natureza através da janela formada, buscando enquadramentos da paisagem como se estivessem fotografando. Depois sugira que desenhem uma das “fotografias” tiradas.

  • Conexões de saberes: Ambiente, composição, enquadramento, fotografia, luz, paisagem, percepção visual.
  • Objetivo principal: Estimular a percepção visual de composição, enquadramento, ângulo, pontos de vista.
  • Tipo de atividade: Motivação, concentração, experimentação e investigação.

Trilha na cidade

Faça uma trilha pela quadra ao redor da sua escola, observando as casas, calçadas, jardins, depósitos de lixo. Faça um mapa dos pontos de destaque com seus alunos. O que eles revelam sobre a comunidade que ali vive?
Organize um plebiscito para identificar o que deve ser melhorado no quarteirão: plantio de árvores, uma praça, uma usina de reciclagem?

  • Conexões de saberes: ambiente, arquitetura, espacialidade, estética, mapas, percursos, recriação, representação, sociedade, vestígios.
  • Objetivo principal: Percepção do sentido de ambiente para além do espaço natural, da inserção do ser humano e seu potencial transformador político, social e estético.
  • Tipo de atividade: investigação, experimentação, reflexão, proposição.

Daqui pra lá – de lá pra cá

A cultura deve ser sempre pensada como um processo dinâmico e inacabado de inter-relação entre diferentes formas de pensar e viver. Numa região como Itapeva, onde nos períodos de verão coexistem diversas culturas, como convivem o estrangeiro e o local? O presente e o passado? Quais os ganhos e as perdas dessas relações? Que reapropriações as comunidades locais fazem do que lhes é oferecido? E o que podem levar os turistas e pesquisadores? Proponha que seus alunos tragam exemplos concretos desses intercâmbios e perceba com eles como se constrói a consciência de si e dos outros nessas relações. Que sentimentos de permanência, cuidado e proteção surgem? Que desejos, conflitos e rivalidades podem despertar?

  • Conexões de saberes: ambiente, apropriação, alteridade, consumo, diversidade, globalização, identificação, interdependência, multiculturalismo, processo cultural, pluralidade, redes, tradições, transformação.
  • Objetivo principal: Percepção da complexidade e diversidade cultural, da identidade/alteridade, de interesses e pontos de vista. Potencialidades para construir iniciativas a partir de interesses comuns que podem superar os conflitos.
  • Tipo de atividade: investigação, reflexão e proposição.

Cidade da gente

Explore com seus alunos através de um seminário quais são os problemas concretos e significativos da sua comunidade. No que a existência de uma Unidade de Conservação pode ajudar? Podemos propor soluções próprias para estes problemas?

  • Conexões de saberes: ambiente, economia, ética, negociação de conflitos, local/global, papel social, política, sociedade, transformação.
  • Objetivo principal: Percepção da complexidade ambiental e inter-relação de aspectos sociais, econômicos, naturais, políticos e éticos e a construção de soluções para problemas próprios de cada comunidade.
  • Tipo de atividade: reflexão e proposição.

Artes de Viver

Investigue com os alunos suas moradias atuais, a arquitetura, os jardins, o mobiliário, os objetos, os hábitos alimentares... Como se desenha a cultura cotidiana de cada um? Qual é a disposição das peças na casa? É possível desenhá-las em planta-baixa e fazer uma exposição dos desenhos comparando-os?

  • Conexões de saberes: Arquitetura, costumes, cotidiano, estética, identidade, patrimônio cultural material e imaterial, representação gráfica, registro.
  • Objetivo principal: Percepção do patrimônio cultural associado aos fazeres do cotidiano, seus valores estéticos e simbólicos. Construção de identidade coletiva com valorização da diversidade individual.
  • Tipo de atividade: Investigação e reflexão.

Árvore

Pesquise a árvore genealógica das famílias dos alunos e descubra com elas a origem das primeiras famílias da região.

  • Conexões de saberes: Ancestralidade, diversidade, etnias, genealogia, genética, história, identidade, movimentos migratórios, origem, população.
  • Objetivo principal: Construção de rede de inter-relações, da personalidade da comunidade e dos vínculos históricos e externos.
  • Tipo de atividade: Investigação e reflexão.

Plantas e Bichos

Estimule-os a buscar informações sobre a fauna de Itapeva, através de conversas com moradores locais, pesquisas em livros e na Internet. Que animais existem na região ou já foram extintos? O que podemos fazer para assegurar a sobrevivência de espécies que habitam a região? Faça o mesmo com a flora. Que espécies tinham ou tem importância para a comunidade local? Como podemos preservá-las hoje em dia?

  • Conexões de saberes: Ambiente, caça, extinção, fauna, flora, habitat, interdependência, patrimônio natural, preservação.
  • Objetivo principal: Percepção da diversidade biológica, das perdas que vêm ocorrendo e suas causas, dos valores da diversidade biológica para as comunidades locais.
  • Tipo de atividade: Investigação, reflexão e proposição.

Farmacinha

Levante com seus alunos os remédios caseiros, chás, garrafadas, emplastos, procurando conhecer como são preparados e para que servem. Procure descobrir se a planta utilizada ainda é encontrada facilmente na natureza. Relacione a maior ou menor dificuldade de encontrá-la com o tipo de ambiente onde ela ocorre, como por exemplo, floresta, banhado, campo e avalie com os alunos se estes ambientes têm sido muito degradados.

  • Conexões de saberes: Ambiente, flora, natureza/cultura, oralidade,  patrimônio cultural imaterial, patrimônio natural, plantas medicinais, recursos naturais, rituais, saberes e fazeres, transmissão do conhecimento, uso sustentável.
  • Objetivo principal: Percepção da diversidade biológica, das perdas que vêm ocorrendo e suas causas, dos valores da diversidade biológica para as comunidades locais. Interdependência entre natureza e cultura e da autonomia promovida pelo uso sustentável dos recursos naturais pelas comunidades locais.
  • Tipo de atividade: Investigação e reflexão.

Saberes e sabores

Organize com seus alunos uma oficina de troca de receitas com pratos típicos da região. Peça que eles descubram receitas tradicionais com os pais, avós e parentes. Crie um “livro” de receita com sua turma, proponha a realização de pratos e reflita sobre o uso dos recursos naturais para a culinária e possibilidades de adaptações.

  • Conexões de saberes: Culinária, divulgação, oralidade, passado / presente, patrimônio cultural imaterial, recursos naturais, registro, saberes e fazeres, tradições, usos e costumes.
  • Objetivo principal: Percepção do patrimônio cultural imaterial, dos saberes e fazeres da comunidade. Associar a importância do recurso natural e sua disponibilidade sazonal com a cultura da culinária e a economia local.
  • Tipo de atividade: Motivação, investigação, experimentação e reflexão.

Escavações da Memória

Investigue com os alunos seus “patrimônios naturais e culturais pessoais”. Que lugares, coisas, pessoas, compõem seus bens simbólicos mais preciosos? Amuletos, medalhas, fotografias, brinquedos, coleções. Peça que eles tragam se possível esses objetos ou vestígios das suas lembranças, falem, escrevam ou criem desenhos sobre eles explorando seus significados. Amplie esta atividade para a sala de aula, a escola, o bairro, a cidade. Quais seriam os bens simbólicos mais preciosos do coletivo?

  • Conexões de saberes: Bens simbólicos, identificação, intenção, memória, patrimônio cultural imaterial, patrimônio natural, representação coletiva, subjetividade, significado.
  • Objetivo principal: Construção de valores coletivos e percepção do significado de patrimônio e de bem simbólico.
  • Tipo de atividade: Investigação e reflexão.

Nossos Retratos

Peça que os alunos tragam fotos antigas onde se possa identificar a paisagem, o ambiente no fundo ou parte dele. Observe com eles como são essas imagens. Coloridas? Em preto e branco? Observe os detalhes, as pessoas, a natureza, as construções, a ocupação do espaço ... Este lugar ainda existe? Como é hoje em dia? O que mudou na paisagem? Como você acha que são as pessoas que aparecem nas fotos? Alegres, tristes, tímidas, extrovertidas? Como você acha que era a vida delas nesse lugar?

  • Conexões de saberes: Ambiente, coletividade, fotografia, identidade local, paisagem, passado/presente, patrimônio cultural e natural, personalidade coletiva, processo cultural, representação social, transmissão cultural.
  • Objetivo principal: Percepção da interdependência entre natureza e cultura,  valorização da paisagem e da identidade local. Percepção de valores que são transmitidos culturalmente, estabelecendo conexões com a vida presente.
  • Tipo de atividade: Investigação e reflexão.

Conte uma estória

Como se completam a imaginação e a memória? Identifique nos painéis os animais e plantas que os alunos conhecem, já viram, ou sabem estórias sobre eles. Explore com eles onde foram encontrados, em que situação? Explore as estórias imaginárias, os “causos” e as lendas que porventura surgirem, recrie-as com seus alunos através de rodas de conversa, estórias em quadrinhos, desenhos coletivos, interpretações, teatro de bonecos ... Faça o mesmo com os lugares.

  • Conexões de saberes: Abstração, expressão, história em quadrinhos, imaginação, fauna, flora, memória, oralidade, patrimônio cultural imaterial e natural, recriação, representação, transmissão.
  • Objetivo principal: Interdependência entre natureza e cultura e percepção de como estamos impregnados de sentidos naturais e culturais. Promover formas de expressão cultural, a consciência e a apropriação de um saber comum.
  • Tipo de atividade: Motivação, concentração, investigação, proposição e experimentação.

Brinquedo da Vovó

Explore com eles as brincadeiras antigas ensinadas pelos avós. Quais os elementos da natureza que fazem parte delas? Qual o contexto social e econômico que expressam? Como o ambiente natural era percebido? Qual a mensagem comportamental pretendida?

  • Conexões de saberes: Brinquedo, contexto, ludicidade, memória, patrimônio cultural e natural, representação. 
  • Objetivo principal: Reconhecimento e valorização dos saberes das famílias e das comunidades. Valorização do lúdico.
  • Tipo de atividade: Motivação, investigação e reflexão.

Modos de fazer

Proponha que seus alunos conversem com parentes e moradores mais antigos da região para descobrirem quais eram as principais atividades e fontes de renda realizadas antigamente. Como era praticado o artesanato, a pesca, a agricultura em comparação aos dias de hoje?

  • Conexões de saberes: Patrimônio cultural e natural, recursos naturais, sustentabilidade, saberes e fazeres, transmissão cultural.
  • Objetivo principal: Interdependência entre natureza e cultura e percepção de como as economias e culturas dependem de formas sustentáveis de uso dos recursos naturais.
  • Tipo de atividade: Investigação e reflexão.

Por trás daquele olhar

Levante com seus alunos que olhares foram aguçados com a ação cultural de criação? O olhar contemplativo? Reflexivo? Inquisitor? Ativo? Curioso?

  • Conexões de saberes: Reação, reflexão, sensibilização.
  • Objetivo principal: Estimular a reflexão, a apreensão de sentidos e sentimentos como a ação cultural.
  • Tipo de atividade: Reflexão.

Sente só...

Propicie na ação cultural momentos de silêncio e contemplação para que cada aluno perceba melhor suas sensações, idéias e impressões. Como você percebe os sons, as cores, as luzes, a temperatura do ambiente? Como reage seu corpo a essas impressões? Como se sentem seus pés depois de caminhar na areia fofa da trilha? Prazer, desconforto, cansaço, encantamento? Pergunte-lhes quantas cores ou tonalidades de cores conseguem ver diante deles sem sair do lugar? Proponha a seus alunos desenhos de observação do ambiente a partir dessas sensações.

  • Conexões de saberes: Cor, luz, observação, percepção sensorial, sons da natureza, temperatura.
  • Objetivo principal: Estimular a abertura de múltiplos canais de percepção.
  • Tipo de atividade: Concentração, reflexão e experimentação.

Trilha cega

Forme pares e proponha uma exploração do espaço com os olhos vendados. O líder deverá conduzir seu parceiro, protegendo-o e conduzindo-o para texturas, sons e odores interessantes. Depois de inverter os pares, peça-lhes  que desenhem, transformando em figuras os sons, cheiros e toques que sentiram.

  • Conexões de saberes: Confiança, cuidado, memória, odores, percepção sensorial, textura, visão.
  • Objetivo principal: Estimular a abertura de múltiplos canais de percepção e a memória sensorial. Estimular a confiança e o cuidado com o outro.
  • Tipo de atividade: Motivação, concentração e experimentação.

Presa predador

Forme um círculo com os alunos em uma clareira aberta. Coloque vendas em dois deles no meio do círculo. Um deles será um predador da região e o outro sua presa. O predador deverá tentar pegar sua presa, ambos imitando com movimentos e sons os animais escolhidos. Os demais alunos deverão, sempre em silêncio e conforme o desempenho da dupla, abrir ou fechar mais o círculo dinamizando a perseguição. Explore com os alunos novas duplas de predadores-presas.

  • Conexões de saberes: Ludicidade, predação, cadeia alimentar, fauna, representação corporal, interdependência.
  • Objetivo principal: Estimular a percepção sensorial, a noção de equilíbrio e espaço. Desenvolver noções de cadeia alimentar.
  • Tipo de atividade: Motivação, concentração e experimentação.

Que animal sou eu?

Prenda a figura ou o nome de um animal da região nas costas de um dos alunos, sem que ele a veja. Peça que ele se vire para o grupo de forma que todos possam ver o animal que  se transformou. Ele deverá fazer perguntas para descobrir quem é e os outros só poderão responder sim, não ou talvez.

  • Conexões de saberes: Comportamento, ecologia, fauna.
  • Objetivo principal: Perceber a classificação, características e comportamento dos animais.
  • Tipo de atividade: Motivação, concentração, investigação e experimentação.



A+-     A  ?

 
Financiadores

Apoiadores Institucionais




Desenvolvimento PROCEMPA