ONG Parceira do PortoWeb
Portoweb / Portal da Solidariedade / CURICACA / Educação Ambiental e Cultura / Ação Cultural de Criação / Nossos Retratos

A ação cultural de criação Nossos Retratos – fotografias de álbuns de famílias

A ação cultural de criação Nossos Retratos – fotografias de álbuns de famílias foi todo um conjunto de ações interligadas que compreenderam desde a revitalização de uma antiga casa que abrigou a exposição, a mostra de fotografias antigas dos álbuns das famílias da comunidade em si, apresentações e performances ocorridas na exposição, oficinas de fotografia e outras iniciativas da comunidade.

As fotografias selecionadas foram escolhidas especialmente por seus aspectos estéticos, históricos e afetivos e apresentadas de forma lúdica, pedagógica e interativa. Dessa forma, a ação cultural tocou em pontos cruciais para as questões de sustentabilidade da região como a identidade e a auto-estima. Através da interatividade buscou proporcionar às pessoas possibilidades de questionamento da realidade, a evocação da memória coletiva e novas formas de interação, fornecendo os meios para que se ampliassem as capacidades de organização e de criação próprias. A ação cultural Nossos Retratos envolveu pessoas de todas as idades e muitas de fora da comunidade local, criando novos laços entre identidades específicas. Articularam-se nela três estratégias fundamentais: o olhar-afeto, o olhar-identificação e o olhar-apropriação.

O olhar-afeto significa a consciência afetiva desenvolvida no decorrer do processo: os valores, memórias, emoções e sentimentos que unem as pessoas, a apreciação estética compartilhada e as reflexões surgidas desse olhar de admiração. Reúne, ao mesmo tempo, sentimento e sensação (de prazer, melancolia, excitação, etc.), estabelecendo uma ponte entre o pessoal e o coletivo. O olhar-afeto permeia o olhar-apropriação e o olhar-identificação, no sentido em que, quando as pessoas reconhecem uma qualidade, situação ou espaço como seus e identificam nestes os seus valores estéticos, sentimentos e lembranças, passam a preocupar-se com a sua permanência e proteção. O olhar-afeto permite, simultaneamente o reconhecimento dos outros e a construção da auto-estima necessários para o respeito aos próprios valores e qualidades. É a condição básica para se acreditar nas próprias capacidades e na superação dos limites. A conscientização afetiva coloca-se, assim, como uma alavanca para os processos da cidadania.

O olhar-identificação é um olhar ativo, de procura,  de investigação, que liga os sentidos e a razão. Significa a reconstrução da realidade vivida através de suas múltiplas leituras. Sem a identificação não pode haver reinvenção do conhecimento ou transformação. Na ação cultural, os espaços da casa, os objetos, as pessoas nas fotos foram provas visíveis e palpáveis de existências concretas, fornecendo elementos para que  as pessoas pudessem se constituir como sujeitos, com possibilidades de melhor agir no seu meio identificado. É através do olhar-identificação que se restabelece e se reafirma a consciência de si e dos outros, das relações entre as pessoas e destas com o mundo. Inclui o respeito à diversidade cultural e à autonomia das culturas locais, bem como a responsabilidade com o coletivo, num intercâmbio positivo e criativo entre culturas e identidades específicas.

O olhar-apropriação, por sua vez, faz parte dos avanços e recuos de uma conquista cultural que é também política e social. Associa-se à capacidade de participar, de fazer cultura, de conhecer e dominar os instrumentos e meios de expressão. Significa o reconhecimento dos valores próprios de um lugar ou situação, assumindo-os e responsabilizando-se por eles. É a categoria que se vincula mais diretamente à mobilização e à organização, pois só apropriando-se de seus próprios pensamentos e experiências que os indivíduos podem transformá-los em ação. As práticas de participação, criação e expressão são por si motivadoras, realimentando a cadeia de novas ações. É importante salientar ainda que as dimensões afeto, identidade e apropriação devem ser trabalhadas em conjunto, reforçando-se nas suas inter-relações.




A+-     A  ?

 
Financiadores

Apoiadores Institucionais




Desenvolvimento PROCEMPA