ONG Parceira do PortoWeb

Programa de Políticas Públicas e Fortalecimento Institucional

Baseada na participação em colegiados, no posicionamento político, em campanhas, na organização da sociedade e na qualificação de instituições e recursos humanos, essa forma de atuação do Curicaca vem se fortalecendo a cada dia, frente à grande demanda da sociedade.

Iniciamos na região dos Parques Nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral, acompanhando os trabalhos do IBAMA, do Governo do Rio Grande do Sul e da Prefeitura Municipal de Cambará do Sul. Em decorrência disso, fomos convidados a participar do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica do Rio Grande do Sul (CERBMA-RS), assumindo a sua Presidência por dois períodos, 2001–2003 e 2004–2006. Em 2003, a Rede de ONGs da Mata Atlântica (RMA) indicou o Curicaca para representar as ONGs da região sul no Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica até o ano de 2007 e em dois Grupos de Trabalho Ministeriais: o sobre a Mata Atlântica e o sobre a Conservação da Araucária.

Somos integrantes também da RMA, por considerá-la uma forma importante de articulação dos interesses de instituições da sociedade para a conservação do bioma. Isso significa ter força e visão nacional para propor e atuar em políticas públicas e projetos voltados a ele. Por isso, junto com outras ONGs gaúchas, fundamos a RMA-RS, um elo estadual da rede nacional, com autonomia para atuar em consonância com esta.

Além disso, a demanda pela nossa participação em conselhos gestores das Unidades de Conservação vem aumentando. Atualmente, fazemos parte dos Conselhos dos Parques Nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral, do Parque Estadual de Itapeva, do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, da Reserva Biológica Serra Geral, da Reserva Biológica da Mata Paludosa e do Parque Estadual de Itapuã, no qual exercemos a representação do CERBMA-RS.

Freqüentemente, nos envolvemos em lutas e campanhas por assuntos mais específicos, que servem como ícone e exemplo prático de uma postura política dentro de nossa eco-visão. Alguns exemplos são o manejo conservacionista dos campos nativos como alternativa às queimadas, a conservação do corredor ecológico da bacia do alto Uruguai e o impacto dos barramentos hidrelétricos e o socorro ao Parque Estadual Delta do Jacuí.

Sempre que possível, buscamos ajudar na integração de ações institucionais num mesmo assunto. É o caso da Comissão de Educação Ambiental do Rio Grande do Sul, que ajudamos a constituir, e do Programa de Conservação da Araucária no Rio Grande do Sul, que ajudamos a criar e coordenar por um determinado período.

 




A+-     A  ?

 
Financiadores

Apoiadores Institucionais




Desenvolvimento PROCEMPA